quarta-feira, 26 de janeiro de 2011

Não sei como nomear... Um vômito sobre mentiras

Sabe, muitas coisas me incomodam na vida. Mas não há nada pior do que gente covarde. Pessoas que não assumem o que pensam, não debatem ideias, não expõem opiniões. Para mim são falsos. Sinceros, honestos são aqueles que olham nos olhos e falam o que vai por dentro. Gosto de quem fala o que incomoda, onde dói, a origem da amargura. Gente que me cativa é a que declara todo o seu rancor ou todo o seu amor por mim, de cara limpa e alma nua. Não é quem conversa pelos cantos, como um alcoviteiro, dividindo a mágoa com outro covarde. Não é quem alimenta a raiva e a dor enquanto sorri, fingindo que nada acontece. Se não gosta de uma pessoa, trate-a com educação, respeito e gentileza. Nunca a trate como uma amiga. Não finja. Quem finge, mente.
Não há nada pior do que gente covarde. Tenha coragem para me sangrar o peito com verdades e te honrarei. Use de cinismo meia vez e será preciso muita força para olhar nos meus olhos de novo. Porque a mesma água que te sacia a sede, alimenta um tsunami.

Um comentário:

Gabs Pires disse...

Amiga...
Aconteceu alguma coisa???

beijos